Jonathan Harris...

|O intérprete do vilão de Perdidos no Espaço, de 1965, o Dr. Zachary Smith, foi o primeiro ator na história da TV americana a estrelar uma série como ator convidado?

publicado em 23/04/2018 16:47:00

Quando o produtor e criador de Perdidos no Espaço, Irwin Allen, apresentou o piloto da nova série para a CBS chamada de Perdidos no Espaço, os executivos do canal acharam a idéia interessante, mas sentiram falta de um antagonista. Um personagem que pudesse mudar o rumo da história quando assim fosse necessário, sem comprometer a idéia original da família perdida em algum planeta desconhecido.

Allen veio com a idéia de criar outro membro da tripulação da Júpiter 2 que tivesse esse perfil. Nasceu o Dr. Zachary Smith, médico do Programa Alpha, mas que secretamente era um espião de outra potência que não queria o sucesso da Missão Júpiter.  A missão de Smith era sabotar a Júpiter através da reprogramação do robô de bordo, que começaria a destruir a nave oito horas após sua partida. Em tempos de Guerra Fria...



Só que um imprevisto acabou colocando Smith dentro da nave, partindo junto com a Família Robinson e o Major Don West, piloto da nave, todos hibernando criogenicamente nesta viagem de décadas até chegar a Alpha Centauri. Mas Smith é obrigado a acordar a tripulação, quando a Jupiter 2 entrar numa chuva de meteoros. E para piorar, o robô acorda e começa a destruir tudo.

Quem assumiu o personagem foi o nova-iorquino Jonathan Harris. Formado em Farmacologia, Harris abraçou a carreira de ator em 1942, quando trabalhou na peça Heart of the City. Ele migrou para Hollywood onde trabalhou no cinema e na televisão, participando de várias séries, especialmente as antologias teatrais, muito comuns na TV americana dos anos 50. Em 58, conheceu Guy Williams, com que contracenou em alguns episódios da série Zorro, produzida pela Disney.

Em Zorro, com Guy Williams

Tudo mudou quando foi convidado para ser o vilenesco Dr. Zachary Smith, na série Perdidos no Espaço. Antes dele, foram convidados outros grandes nomes da TV como Carroll O’Connor (Tudo em Família), Victor Buono (Batman) e Jack Elam (Era uma Vez no Oeste). A idéia  de colocar seu nome como Ator especialmente convidado, algo inédito até então na TV americana, deu o impulso para brilhar mais ainda.


Seu estilo de interpretar o colocava muito acima do resto do elenco que, mesmo experiente, acabou ficando à sombra de seu personagem. Aliás, a relação entre ele e Guy Williams nunca foi boa fora das telas. Smith deveria ser uma espécie de coadjuvante na série, mas o carisma com que Harris carregou no personagem, o transformou no centro da audiência de Perdidos no Espaço.

Enquanto ele brincava com todos sobre seu sotaque quase inglês, dizendo que falava um pouco afetado, aqui no Brasil, Smith ganhava outro tipo de estilo com o trabalho eficiente de Borges de Barros. Os dois atores tiveram a oportunidade de se encontrar durante o programa de Hebe Camargo nos anos 60, quando Jonathan Harris e Don Marshall, de Terra de Gigantes, visitaram o Brasil.

Borges de Barros e Jonathan Harris

Foi num momento mágico, que Borges mostrou uma das frases mais marcantes da série, quando o Dr. Smith fazia referências ao Robô: “Sua lata de sartinha!”.

Em Tempo: a frase “Oh Dor, Oh Dor”, que Smith falava em momentos complicados, é a segunda mais importante da série. A primeira é: “Perigo! Perigo, Will Robinson!