Por um Destino Insólito

HBO traz do Universo DC Comics a nova produção original com a Patrulha Destino, um grupo de super-heróis totalmente fora de série que nasceu nos anos 60 mas ganhou força na década de 80..

publicado por DAN AUGUST em 21/07/2020 20:46:00

Não tem como afirmar que se alguém fizer uma série de televisão baseada em um personagem ou em algum gibi importante do passado, a adaptação será o mais fiel possível. Existes vários exemplos que esse conceito passa longe da produção de novos conteúdos, como Smallville, Arrow e até mesmo, os quadrinhos alternativos como The Boys e The Umbrela Academy. E é o que vamos ver em Patrulha do Destino, Doom Patrol no original, que a HBO traz para a programação do canal Cinemax desde dia 19 de março.


Patrulha do Destino não é a primeira série original produzida para o canal streaming americano DC Universe que será exibida pelos canais da HBO. A HBO e HBO GO já exibe a minissérie O Monstro do Pântano, que chegou no DC Universe no ano passado, mas por problemas de estrutura acabou sendo cancelado logo após a sua estreia. A série Batwoman, com Ruby Rose, já está no ar na HBO, assim como o spin off de Riverdale, Katy Keene. Já PD, que está sendo exibido pelo  Cinemax, é um spinoff que nasceu dentro da nova produção Titãs, disponível pela Netflix.


A grande pergunta que se faz é por que dentre centenas de personagens interessantes e grupos de super-heróis da DC Comics decidiram adaptar a Patrulha do Destino para a telinha? A resposta é simples para quem conhece a origem do grupo e sua grande virada nos anos 80, quando roteirista inglês Grant Morrison assumiu a nova revista da PD. Originalmente, Patrulha do Destino foi criada em 1963, por Arnold Drake, Bob Haney e Bruno Premiani, como uma resposta ao X-Men do professor Xavier. Mazs o que Morrison introduziu no grupo, que era considerado gibis de segunda linha, foi introduzir algo fora dos padrões dos heróis da época, usando surrealismo e dadaísmo para contar as aventuras e as origens mais dramáticas de cada membro da equipe. É nessa linha que a série de TV segue.


Marginalizados pela sociedade pela ameaça que seus poderes poderiam fazer, coube ao Dr. Niles Caulder (Timothy Dalton, de 007 – Permissão para Matar) reunir todas essas pessoas que direta ou indiretamente, se transformaram em seres sobre humanos. Para sua mansão foram morar Clifford Steele (Brendan Frasier, da trilogia A Múmia), um corredor de NASCAR que sofreu um acidente quase fatal, mas teve seu cérebro transplantado para um corpo robótico; Larry Trainor (Matt Boomer, de White Color), piloto de testes da Força Aérea exposto à energia negativa em 1961, não podendo se expor ao sol; a atriz dos anos 50, Rita Farr (April Bowlby, de Drop Dead Diva), que se contaminou com uma toxina ao cair num rio durante uma filmagem, transformando seu corpo em plástico moldável; e finalmente Kay Challis (Angela Guerrero, de Jane - The Virgin), conhecida como Crazy Jane, por ter 64 personalidades diferentes, com poderes também diferentes. O quadro se completa quando chega à mansão o jovem Victor Stone (Joivan Wade, de Dr. Who), também conhecido como Ciborgue, transformado pelo pai cientista transplantou seu corpo após uma explosão para um corpo robótico.



Esse é o grupo cheio de dramas pessoais, que vive na Mansão Doom, mas tem dificuldades não só de conviver com eles mesmos, mas, principalmente, com seus poderes. Só que toda essa incerteza terá que ser deixada de lado quando terão de enfrentar um outro meta-humano conhecido como Senhor Ninguém, interpretado por Alan Tudyk, de Firefly. O Sr. Ninguém é um poderoso inimigo por que ele é uma sombra viva capaz de drenar a sanidade dos outros, poder que adquiriu quando foi submetido à experimentos de ex-nazistas no Paraguai no final da Segunda Guerra.


Patrulha do Destino vem sendo exibida semanalmente e seus episódios ficam disponíveis para assistir na HBO Go. Não é uma série de super-herói convencional. Pelo contrário, sua fonte de inspiração, as histórias de Morrison, estão longe de serem convencionais. E é por isso que acabou ganhando notoriedade e milhares de fãs dos quadrinhos onde foram publicados. Sombria e violenta, ela apresenta seus personagens como pessoas que quiseram desafiar seu destino e estão padecendo de suas decisões passadas até hoje.


Renovada pela a segunda temporada, Patrulha Destino foi disputada com muita luta pela Netflix e pela HBO, já que a Netflix conseguiu os direitos para exibir a série Titãs, de onde surgiu a Patrulha Destino, da mesma forma que exibe Raio Negro. Curioso é que essa série, mais Titãs, Monstro do Pântano, Batwoman e Katy Keene, deveriam estar no canal Warner, já que a emissora pertence ao grupo Warnermedia, que tem a DC Comics, HBO e o CW, canal americano onde são exibidas todas as séries de super-heróis como Arqueiro Verde, Flash, Supergirl etc.


A única resposta é que a programação da Warner não gosta de super-heróis e ter mais dentro da grade do canal, iria atrapalhar a reprise de vários filmes do catálogo da Warner Bros. Afinal, qualquer nova série ou mesmo as séries atuais só são exibidas após o final da novela da Globo...

Tags :

© Copyright BestTV 2020