Jornada nas Estrelas – Discovery: a volta para casa

Não é de hoje que se sabe que várias das propriedades que pertencem à ViacomCBS em vários canais streamings vão migrar, com o tempo, para o Paramount+ e a primeira delas é a série Discovery.

publicado por PAULO GUSTAVO em 20/11/2021 12:25:00

Nessa guerra dos canais streamings, que começou quando a Disney decidiu que iria fazer seu próprio canal, nem sempre que acaba levando vantagem é o consumidor. Muitas vezes, o futuro assinante de uma plataforma está mirando aquela que tem o conteúdo que ela procura com um preço acessível. E quanto aquele objeto de consumo acaba, na maioria das vezes, ela acaba cancelando sua assinatura.

Nos Estados Unidos, onde o direito do consumidor é levado muito mais a sério, mantê-lo feliz é a prioridade número 1. Não apenas financeiramente, com descontos e promoções pontuais, mas com um conteúdo relevante que o deixa ligado no canal. Um exemplo disso é a série Star Trek: Discovery, lançada nos Estados Unidos para chamar a atenção de fãs de Jornada nas Estrelas do canal CBS  All Access. Houve um aumento das assinaturas quando essa produção entrou no ar, mas caiu novamente assim que a primeira temporada da série terminou.

Na época, a ViacomCBS fechou um acordo com a Netflix para que ela exibisse a nova produção de Jornada nas Estrelas e outras séries da franquia em outros territórios ao redor do mundo, onde a CBS All Access não operava. No final de 2018, eis que brasileiros e outros países latinos, receberam de braços abertos as criações do Universo de Gene Roddenberry, bem como a nova Discovery. Curiosamente, a nova produção estrelada por Sir Patrick Stewart, Jornada nas Estrelas – Picard acabou sendo exibida pela Amazon Prime Video.

A maré estava tranquila para esses dois canais quando um tsunami, conhecido como Paramount+, estaria chegando a vários territórios como Brasil e países sul-americanos. Esse novo canal se transformaria no nome internacional do canal streaming da ViacomCBS, inclusive em território americano. Com isso, os executivos do novo canal começaram a examinar os contratos que foram fechados com outras plataformas fora dos Estados Unidos e Canadá, para a exibição de filmes e séries feitas ao longo de 90 anos pela Paramount Pictures, Paramount Television, e os canais Showtime, Nickelodeon e MTV.

Hoje, que está começando o seu processo de transferência para a Paramount+ é a série Star Trek Discovery. Países como o Reino Unido, Alemanha, Irlanda, Áustria e Suíça estarão entre os primeiros mercados a transmitir o Discovery pela Paramount+, nos próximos meses, seguidos de mais 20 países onde a plataforma já está disponível, como o Brasil. Não se sabe, é claro, quando que as outras como a Clássica, A Nova Geração, DS9, Voyager, a Série Animada e Enterprise migrarão para o Paramount+. Isso deve acontecer quando os contratos estiverem expirando, o que deve ser em 2022.

O que vai acontecer com a quarta temporada inédita de Discovery? Ela está prevista para chegar em 18 de novembro no Paramount+ americano, mas não há nenhuma informação que essa será a mesma data para a Netflix no Brasil. Segundo declarou a chefe do canal streaming da ViacomCBS Networks International, Kelly Day, para o site de notícias Deadline, a expansão contínua do canal Paramount+ ao redor do mundo vai trazer para o canal todo o conteúdo que está em outros canais.   “Temos um forte canal de conteúdo global que nos posiciona para o sucesso em nossas regiões, e repatriar séries amadas como Star Trek: Discovery para o Paramount + é mais um passo à frente, pois trazemos mais séries de sucesso mundial todos os fãs”, enfatiza Kelly.

Várias séries da franquia Jornada nas Estrelas estão saindo de outras plataformas e migrando para a Paramount+ nos Estados Unidos e Canadá. É uma questão de tempo para que a Paramount+ ganhe essa parte da guerra, muito longe da fronteira final...

Tags : STAR TREK DISCOVERY

© Copyright BestTV 2021