In Memoriam - Robert Conrad (1935 - 2020)

Morreu o ator Robert Conrad consagrado nos anos 60 pelo seu trabalho na clássica série James West, a primeira série de agente secreto atuando no Velho Oeste.

publicado por Gus Archer em 14/02/2020 19:26:00

Foi o ator Nick Adams, que fez sucesso no final dos anos 60 com a série O Rebelde (1959) quem ajudou Robert Conrad a consegui seu primeiro trabalho como ator profissional em Holywood. Os dois se conheceram quando Conrad trabalhava como cantor num cabaré em Chicago, um dos trabalhos que fazia para sustentar a família, além de ser motorista de entrega de lei.

Ele conseguiu uma pequena mas visível participação nos filmes Juvenile Jungle (1958) e Thundering Jets (1958), fundamental para abrir as portas para ele fazer várias participações especiais em séries em 1959 como Bat Masterson, Maverick, Patrulha Rodoviária, Aventura Submarina, O Homem da Lei, O Desafio do Homem, 77 Sunset Strip, até a Warner Bros. Television o contratá-lo para a nova série de ação O Detetive do Havaí.


Conrad ficou na série durante as quatro temporadas interpretada o investigador da agencia de detetives particulares, Tom Lopaka. Com o final da série, o ator fez vários filmes espanhóis como A Nova Cinderela (1964) e o Eu sou Dillinger (1965), trabalhando ao lado do amigo e colega Nick Adams, que morreu de overdose aos 36 anos de idade, em 1968.

Em 1965, Robert Conrad entrou na série que firmou definitivamente sua carreira como ator em Hollywood, James West (1965). A série, que chegou no Brasil em 1967 pela TV Excelsior, apresentava o agente federal James West, que trabalhava para a primeira geração do Serviço Secreto do governo Americano, presidido por Ullisses S. Grant. Ele e seu parceiro Arthemus Gordon (Ross Martin), um mestre dos disfarces e um criativo inventor, viajavam pelos Estados Unidos envolvidos nas mais diversas perigosas missões.


James West foi criada pelo produtor Michael Garrison que percebeu que o gênero faroeste estava perdendo interesse do público americano no começo dos anos 60. Ao mesmo tempo, influenciado pelos filmes de James Bond, várias séries de espionagem começaram a surgir na telinha das grandes redes. E se juntam faroeste e espionagem, criando uma versão diferente de James Bond? Curiosamente, nos créditos de abertura da série feita ao estilo de faroeste italiano, abaixo do nome de Robert Conrad estava o nome de seu personagem: Jim West, apelido dado normalmente nos EUA a quem se chama James.


James West foi um sucesso para Robert Conrad, especialmente por que começou ganhando 5 mil dólares por episódio em sua primeira temporada, mas sendo generosamente reajustado no decorrer da série. Quando a Warner resolveu cometer a adaptação da série no cinema com Will Smith e Kevin Kline em 1999, os fãs da série original protestaram muito. Ironicamente o filme foi um fiasco de bilheteria e ganhou 5 Framboesas de Ouro, o Razzie Awards para os Piores do Ano no Cinema. Aliás, Robert Conrad compareceu à cerimônia e recebeu três dos cinco prêmios, aproveitando para lamentar o que fizeram com a série no cinema.


Durante os anos 70, ele fez participações especiais em várias séries como Manix (1969), Adam 12 (1971), Missão Impossível (1966), Columbo (1974), até comandar o esquadrão Baa Baa Black Sheep da Segunda Guerra Mundial, na série Demônios do Ar (1976). Trabalhou na premiada minissérie Centenial (1978), sobre a evolução politico e econômico do estado do Colorado, até estrelar no ano seguinte Um Homem Chamado Slone (1979), série onde era um super agente secreto, mas que não durou mais que uma temporada.


Dotado de uma forma física mais do que excelente, por ter sido um atleta completo durante a escola e a faculdade, Robert Conrad sempre dispensou dublês para as cenas de ação e lutas. Faixa preta em caratê e judô, essa atitude resultou em vários ferimentos e ossos quebrados, que nunca o afastou da cena de ação seguinte.

A série James West teve dois episódios reunion, em 1978 e 1980, com a presença de Ross Martin que tinha saído da série original por problemas de saúdo. Os dois amigos estavam com planos para voltar a fazer uma nova versão da série nos anos 80, quando Ross faleceu.

Mesmo tendo feito boas participações no cinema, em filmes como  O Homem com a Lente Mortal (1982), ao lado de Sean Connery, e com Arnold Schwazenegger em Um Herói de Brinquedo (1994), a televisão era o seu lugar de trabalho. Nos anos 80, fez diversos telefilmes importantes como  A autobiografia de G. Gordon Liddy (1982), Confissões de um Homem Casado (1983), Sede de Justiça (1985), O Submarino da Morte (1986) entre outros. Todos esses filmes foram lançados em VHS no Brasil.

Com Sean Connery em O Homem com a Lente Mortal (1982

Um Herói de Brinquedo (1994), com Arnold Schwazenegger


Pai de oito filhos, frutos de dois casamentos, Robert dedicou sua carreira a cuidar de sua família. Fez participações especiais na comédia Just Shoot Me! (1999) e Nash Bridges (2000). Seu único arrependimento profissional foi ter recusado o papel do comandante da Academia de polícia, na franquia Loucademia de Policia (1984), papel que ficou para Geroge Gaynes. Ele se aposentou em 2002, indo viver com a família num resort de esqui, em Bear Valley, Califórnia.  Ele morreu aos 84 anos de um ataque cardíaco.

O Velho Oeste não será mais o mesmo sem o agente Jim West...

Tags :

© Copyright BestTV 2020