POSE

Ryan Murphy cria série focada no mundo LGBTQ, mostrando um grupo batalhando na Nova York do final dos Anos 80, para se destacar no movimento Vogue,

publicado em 01/10/2018 19:03:00

Transgressora, colorida e rítmica são as definições da nova produção de Ryan Murphy, Pose, que já está disponível do app da Fox. Ambientada no final da década de 80, ao longo dos seus oito episódios de uma hora cada, Pose aborda vários elementos da sociedade nova-iorquina da época: a subcultura dos ballrooms do Harlem, o surgimento do universo de luxo da era Trump, o universo social, artístico e literário da cidade, e as manifestações sexuais e culturais do momento. Ao mesmo tempo, a série destaca a busca da aceitação pessoal, familiar e social do coletivo LGBTQ e sua luta, presente no mundo todo, contra a discriminação e a favor da inclusão e da diversidade. 

Com o elenco transgênero mais amplo da história da televisão e o maior elenco LGBTQ já reunido em uma série, Pose é um novo marco nos conteúdos roteirizados. A série destaca histórias que mergulham na revolução de gênero, na liberação sexual, na afirmação da identidade, na redesignação de sexo, na família que cada pessoa escolhe, na discriminação tanto externa como dentro dxs mesmxs membrxs da comunidade homossexual e no início das epidemias do HIV/Aids e do crack. Além disso, Pose reflete de forma autêntica as lutas da comunidade transexual, atacada, explorada, subestimada e constantemente esquecida, e permite refletir sobre a evolução ideológica e social da inclusão e, ao mesmo tempo, sobre as áreas onde ainda há pontos a serem conquistados. 

Veja a reportagem de BesTV sobre o lançamento de Pose, pela Fox: